" Ninguém é tão grande que não possa aprender e nem tão pequeno que não possa ensinar." Píndaro



quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Dia de S. Martinho














Hoje dedicamos a nossa tarde ao dia de S. Martinho.
Começamos por comer umas castanhas assadas muito saborosas oferecidas pelas Irmãs Teresianas do nosso ATL.
Depois de termos a barriguinha aconchegada, ouvimos a lenda de S. Martinho e todos nós mimámos a lenda consoante iamos ouvindo a história. A história fala-nos de um soldado romano que passeava no seu cavalo e encontrou um mendigo cheio de frio e a pedir esmola. Então desceu do seu cavalo e cortou a sua capa ao meio e ofereceu a outra metade para o mendigo se tapar.
Mais tarde fizemos uma pequena representação do teatro "O casamento da Srª Noz e do Sr. Dióspiro", as personagens da história eram todos frutos da época (Outono), amigos e familiares da Noz e do Dióspiro.
Esta história fala-nos de uma noz muito refilona e que chorava muito por estar fechada dentro de uma casca. Até que um dia o dióspiro a veio ajudar a sair da casca e depois disso tornaram grandes amigos. Ao fim de algum tempo ficaram namorados e os seus pais: a castanha e o figo acharam que eles podiam casar no Verão de S. Martinho.
Assim foi! Quem celebrou o casamento foi o padre azeitona, e assistiram ao casamento a distraida maçã, o grande cacho de uvas, a trovoada e a chuva espreitavam pela porta da Igreja, mas foi o Sol que acabou por vencer.
Gostámos bastante das histórias, até pedimos para representar mais do que uma vez...

1 comentário:

Fernanda disse...

Ola, apesar do tempo ter passado, nao vos esqueci e acompanho os vossos trabalhos. mas o tempo pouco tempo me tem deixado para editar. recebi um selo ao qualquer o dedico a alguns blogs que me sao queridos. podera ir busca-lo em Viver e Sentir, nas etiquetas ao fundo do blog. beijinhos com carinho.