" Ninguém é tão grande que não possa aprender e nem tão pequeno que não possa ensinar." Píndaro



sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Hora do conto - O Robô triste







Hoje ouvimos uma história sobre um Robô que vivia muito triste porque o seu dono já estava muito crescido e não brincava com ele, estava todo o dia numa prateleira. Certo dia sentiu algo a subir-lhe pelas pernas, era um caruncho(bicho da madeira) que ia começar a comê-lo. Então o Robô disse ao caruncho que a madeira dele não era muito boa e que ele podia levá-lo a um lugar onde havia madeira boa. Só que para ele conseguir andar o caruncho tinha de dormir na sua cabeça para ele ter energia para se movimentar. Assim foi, enquanto o caruncho dormia o Robô levou-o a uma loja de antiguidades para ele comer madeira e assim o Robô acabava por sair da prateleira e passear pelas ruas e o caruncho comia das madeiras mais saborosas que havia.
Como é habitual fizemos um trabalho manual e desta vez tinha que ser um robô. Fizemo-lo usando rolhas de cortiça. palitos, arame de cores, parafusos e tinta.

2 comentários:

ge disse...

Oi Flor!
Amei seu blog!
Gostaria de pedir um favor,preciso de uma história de robôs,e não acho,pode me enviar o link ou o nome desse livro??
Obrigada!
bjos

Paula Varela disse...

Olá, boa tarde! A história que contei às minhas crianças não foi retirada da internet. É uma coleção que adquiri à cerca de 2 anos. O livro chama-se mesmo O Robot triste. Bjs e obrigada!