" Ninguém é tão grande que não possa aprender e nem tão pequeno que não possa ensinar." Píndaro



terça-feira, 25 de maio de 2010

Hora do Conto - O Vagaroso e o Minhocas












Hoje lemos uma nova história da nossa colecção.
O Vagaroso e o Minhocas.
Era uma vez um caracol, chamado Vagaroso, ele queria atravessar o prado para ir provar uns rebentos muito tenros e doces que havia do outro lado.
Não tinha pressa nenhuma e, mesmo que a tivesse, não podia avançar mais rapidamente, porque os caracois são lentos, muito lentos....lentíssimos.
O caracol ouviu uma voz e virou-se, foi então que viu um pequeno verme chamado Minhocas, amarelo e gordinho, que se deslocava a seu lado.
Conversa puxa conversa, o Vagaroso disse ao Minhocas que não precisava de ir para casa, porque levava a casa sempre consigo. E quando estivesse cansado, só tinha de parar e entrar em casa para dormir um pouco.
De vez em quando o Minhocas parava, para não deixar o Vagaroso para trás.
Passados uns minutos o Minhocas disse ao Vagaroso que ele tinha um grande problema, enquanto ele descansava dentro da sua casa não podia mover-se!
Realmente o Minhocas tinha razão, seria melhor se mesmo dentro da sua casa pudesse continuar a andar. Depois desta conversa o Vagaroso perguntou ao Minhocas onde era a casa dele, mas ele disse que não tinha casa, pois uma toupeira tinha-o colocado na rua.
Continuaram a avançar em silêncio. De vez em quando, o Minhocas parava à espera do Vagaroso. Então o Vagaroso teve uma ideia, sempre que ele avançava, o Minhocas fica dentro da casa do Vagaroso a descansar. Depois, quando ele ficasse cansado, saia o Minhocas e entrava o Vagaroso.
Ao princípio não foi fácil, porque o Minhocas tinha dificuldade em entrar na casa e porque, com ele lá dentro, a casa pesava um pouco mais.
Mas depressa aprenderam a entrar e a sair perfeitamente e o Vagaroso habituou-se ao seu convidado.
Assim conseguiam sempre chegar ao prato a tempo para comer os rebentos tenrinhos, antes que outro bicho os comasse pimeiro, ou então eles estivessem duros...
Através desta história percebemos que todos precisamos uns dos outros, e que a entreajuda é muito importante.

Como sempre fizemos um trabalhinho: um jogo de tabuleiro com o desenho do caracol Vagaroso e do Minhocas, depois cada um de nós disse uma regra para fazer parte do jogo.
Passamos uma tarde muito animada a jogar e no final quem vencesse o jogo tinha de levar o colega às cavalitas (seguindo o exemplo do Vagaroso e do Minhocas).

2 comentários:

Fernanda disse...

Ola! Bom fim de semana! Fico sempre contagiada pela vossa alegria que depositam em tudo o que fazem! Vou gostar muito de vos conhecer, mas vai demorar um bocadinho, porque neste momento estou muito longe de PORTUGAL e so vou, se tudo correr bem daqui a um ano. Estou no Canada' e como estive desde criancas sempre com outras criancas, ao sentir essa falta comecei a entrar em blogs infantis e voces foram os que mais me tocaram, pela veracidade que eu sinto, em tudo o que fazem! E isso deve-se ao vosso desempenho e dedicacao a essas criancas. Podem considerarem-se pessoas felizes, porque estao a fazer um bom trabalho! Beijinhos1

rosarinho disse...

OLÁ,
Muito obrigada pela simpática visita aos fofosdebelas.
Gostei muito do vosso blog e dos vossos trabalhos.
convido-os a visitarem o
www.continuobuscando.blogspot.com
beijinhos dos fofos e da Rosarinho